segunda-feira, 16 de junho de 2014

7 hábitos que te ajudam a manter o roupeiro arrumado



Finalmente conseguiste arrumar o teu roupeiro e sentes-te aliviada. O armário tem um excelente aspeto, tens mais espaço e dá-te menos trabalho a encontrar o que precisas. E agora…a natureza humana é terrível, os espaços vazios parece que nos pedem para ser preenchidos. Vais ter de ser forte e continuar a manter a ordem.

Tira uma foto – Tira uma foto do teu armário arrumado. Coloca-a no interior do armário, assim vais querer manter a organização que conseguiste anteriormente.

Foca-te nos ganhos -  Organizaste o armário, consegues ver tudo, estás mais propensa a usar o que tens e a comprar menos peças quase iguais às já existentes. Quem nunca passou por isto? Isto é…€€€ em caixa.

Não te deixes enganar – Até podes ter que investir em  alguns (poucos) materiais para te ajudar a manter o espaço arrumado – caixas, cestos…, mas evita sistemas caros e ineficientes que no final não te ajudam em nada.

Sem stress faz mais com menos – Se mantiveres o teu guarda roupa simples, coordenando algumas peças clássicas e versáteis com outras mais moda e acessórios, consegues duplicar as tuas possibilidades de escolha. Escolhe qualidade e versatilidade em vez de quantidade.

Controla o orçamento – Seja o teu orçamento grande ou pequeno, o melhor é que esteja bem definido. Não é fácil, mas controla as compras por impulso do que realmente não é necessário. Peças a mais e desnecessárias causam desordem, é um desperdício de dinheiro e fazem-te sentir mal. Frugalidade não é abnegação. Assim priorizas o que realmente é importante para ti. Viajar, um curso, um presente para alguém importante…Vê o que gastas em roupa que não usas e podes ficar chocada se pensares no que poderias ter feito com esse dinheiro. Roupa que não usas, não é mais que dinheiro desperdiçado pendurado no teu armário.

Sê fiel a ti mesma – Tens a certeza que o teu guarda roupa se adapta ao teu estilo de vida atual e é um reflexo de quem tu és? Ter demasiada roupa pode sugerir que ainda não conseguiste encontrar o teu estilo pessoal. Se selecionares e retirares do roupeiro as peças que mais gostas e mais vestes,  vais ver que existe uma linha comum, o corte, as cores, o estilo, os tecidos…e assim tudo se encaixa. Tem  isso em mente quando fores comprar roupa. Lembra-te também, que as roupas que te servem bem com o tamanho correto favorecem-te sempre mais que as demasiado apertadas ou largas.


Dá e sente-te melhor – Dar é gratificante. Descobre uma instituição ou família que precise e dá. Dá o que está em bom estado e não usas, alguém pode precisar e não tem.~
Fotos: Pinterest